Mais um da série “semioticamente paradoxal”

Um sofá feito pra ter cara de cimento. Tá certo isso? Designers da Kibisi criaram esse visual de almofadas empilhadas para a Versus, que incluem um pufe, uma cadeira, e dois sofás (dois e três lugares). Aparentemente, a idéia surgiu por causa de um dos parceiros da Kibisi, Bjarke Ingels, que procurava um sofá que refletisse seu estilo de vida voltado para a arquitetura. Então, além do formato de tijolos empilhados, as almofadas contam com botões especiais feitos de fibra de concreto.

 

Até parece confortável, não?

Depois do post dos vestidos de noiva em papel higiênico, me aparecem com esse sofá. Eu me pergunto: como deve ser a experiência de um sofá com cara de coisa dura? É tendência criar objetos dentro desse paradoxo semiótico?

 

Me diz se não parece uma trincheira??

Parênteses: não disse que é feio, nem disse que não gostei. Apenas fiquei realmente curiosa pra dar esse “barato” pro meu cérebro, sentir conforto em um sofá inspirado no concreto!

Já sabem né? vi no Freshome.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s