O não-post de fim de ano.

A essas alturas, já devem ter notado que não houve post de fim de ano. Sim, teve o de Natal, mas não teve aquela rectrospectiva de 2010, fotos de champanhe estourando ou fogos de artifício, ou listas de resolução de ano novo, ou simpatias para fazer na virada.

Eu não fiz nada disso simplesmente porque, mesmo adorando a festa da virada [há três anos mais ainda, por motivos pessoais], eu não considero o ano novo um grande marco. Mais uma vez, vou falar de significado, é claro.

Sabem aquela conversa de céticos e deprimidos, de que a mudança de ano não interfere de fato na vida, é só uma contagem do tempo criada por nós, tanto que várias culturas estão em anos diferentes e as datas de virada são outras? Sim, e tem aquele pessoal que fica derrubando as resoluções de ano novo, dizendo que é tudo balela, que a gente pode começar a dieta em qualquer dia do ano, e blá blá blá?

Pois é. Eu concordo um pouco com isso. Eu diria até que admiro essas pessoas.

Luzes, luzes, luzes...

Calma! Antes de me julgar, entenda minhas razões.

Eu os admiro por serem livres das amarras da significação. Por não precisarem, como nós outros, de ritos e símbolos para viver suas vidas plenamente. Por que eu não consigo imaginar uma vida sem símbolos. Quem já estudou um pouco de semiótica [alô, acadêmicos de design, publicidade e propaganda, fotografia, artes e afins!] sabe: tudo significa.

E então, chegamos na simbologia do ano novo. Quem assistiu as aulas de ciências na escola deve lembrar que o nosso planeta dá voltinhas elípticas ao redor do Sol, certo? E que essa volta leva aproximadamente os 365 dias que contamos em um ano, certo? [acrescidas daquelas seis horinhas que, a cada quatro anos, nos dão um dia no mês de fevereiro]. Isso tem um significado imenso pra quem acredita em astrologia e horóscopo, um pouco menos pras pessoas religiosas “ma non troppo”, um sentido meramente burocrático para pessoas de negócios, e uma mudança de fase imensa pra quem está na escola.

Tudo bem, a gente tem que mudar de agenda, mudar o calendário na parede, mudar a data nas cartas e documentos, estragar alguns cheques com o ano anterior, mudar o número da turma na escola ou faculdade, entre outras coisas. Mas o que muda, de fato, na vida da gente?

Aí saem os fatos e entram minhas convicções. Quer saber? Pra mim, encerramento de ciclo mesmo é no aniversário. Este sim, significa um ano novo na minha vida, mais uma chance de retomar projetos, tomar decisões e cumpri-las. A virada de 31/12 para 01/01 é uma mudança burocrática, e eu não vou desprezar o fato de que muita gente toma essa virada como momento decisivo nas suas vidas. Mas eu decidi fazer minhas resoluções em setembro, quando eu completo mais um ano de vida neste mundo.

Por isso eu curto muito a festa de fim de ano, adoro o clima de esperança e renovação que toma conta do mundo ocidental, mas nem me dou mais ao trabalho de fazer simpatias ou usar branco. E dando a César o que é de César, feliz 2011 a todos vocês, leitores queridos, que me fazem continuar escrevendo aqui sobre como eu vejo o mundo😉

2 comentários sobre “O não-post de fim de ano.

  1. Artur Araújo disse:

    Interessante seu ponto de vista e parabéns de colocar tão claramente em público. cada um tem suas maneiras de definir o inicio e o fim de seus ciclos, e não devemos usar o que é definidos pelos outros, você por exemplo usa o aniversário, legal funciona com você. Eu gosto de usar datas marcantes como inicio/fim de cursos, relacionamentos, empregos etc.

    E independente dos significados, para o próximo ciclo de 365 dias. Um Feliz 2011 que tenhas muito sucesso para você e sua obra o Interpretante Imediato.
    Abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s